Crescimento

Recife com mais bicicletas nas ruas

Lojistas comemoram aumento nas vendas de bicicletas

 

por Pollyanne Brito | seg, 07/30/2012 - 00:05

Foto: Emmanuel Wagner
Aumento nas vendas chega a 60%

Duas rodas, sistemas de direção e propulsão por corrente. A ideia de Leonardo da Vinci, em 1490, foi descoberta por monges italianos em 1966. A bicicleta, como é chamada desde então, passou a ser utilizada como meio de lazer entre crianças e até idosos. Hoje, devido à mobilidade difícil nos principais fluxos da cidade, a bicicleta é uma opção que facilita diariamente quem precisa chegar mais rápido ao trabalho.

De acordo com dados da Pesquisa do Instituto Maurício de Nassau, a demanda por ciclovias é uma unanimidade em todas as Regiões Políticas Administrativas da cidade (RPAs), chegando ao percentual de até 96% de  favoráveis à iniciativa, caso dos moradores da Região Política Administrativa da Zona Sul (RPA6) - no geral, a média de favoráveis em todas as RPAs é de 93%. No corredor da avenida Dantas Barreto, uma das principais vias do centro do Recife, a concentração de lojas de bicicletas é grande. Na área, a reportagem do LeiaJà conferiu que as vendas tem crescido e consequentemente o trânsito no Recife já não é mais o mesmo. Os veículos particulares e até mesmo o uso do transporte público aos poucos vem sendo substituído pelas "magrelas".

Segundo Gilberto Lopes, 49, proprietário da New Bike, o crescimento das vendas nos últimos dois anos chega a 50%. “Os passeios ciclísticos, as propagandas nas ruas, entre outras ações estão sendo um ponto chave para o avanço das vendas", afirmou. Outra casa que também comemora o aumento do consumo é a Impacto Bike. Segundo a gerente, Andrea Barbosa, as vendas cresceram 60%. “O comércio hoje teve um acréscimo muito grande. As vendas estão crescendo não só por causa da mobilidade ruim, mas também pelas iniciativas de passeios ciclísticos. Tanto as linhas mais simples, quanto as profissionais, estão tendo uma boa saída de vendas” diz Andrea Barbosa, gerente da Impacto Bike.

Para o ciclista Ricardo Leite, professor de Geografia, a bicicleta não gasta nada mais, nada menos do que o feijão com arroz de cada dia. "A única coisa que eu gasto é isso. É uma economia necessária para quem iria desembolsar pelo menos R$200 só de passagens de ônibus", ressalta.

Para Nidervaldo Pacheco, 50, outro que também aderiu a magrela, como é carinhosamente chamada as bicicletas pelos seus proprietários, além da comodidade, há a economia no bolso. “Quando eu vou para o trabalho de carro, gasto muito mais com gasolina. De bicicleta, além de ser leve, não pego engarrafamentos e ainda economizo” relata.

As linhas mais baratas e mais vendidas são as que têm Aro 16 e Aro 20 para adolescentes. Estas variam de R$195 a R$250. As linhas adultas, vão de R$250 a R$500, que também possuem alguns modelos mais sofisticados, leves e práticos para o dia a dia. A mountain bike, é mais procurada para trilhas ou por colecionadores e apaixonados pelo transporte ciclístico. Os preços são mais salgados, de R$1 mil, podendo chegar a R$20 mil.

Infraestrutura - Com o crescimento do uso das bicicletas o Governo do Estado promete anunciar um programa de incentivo ao uso do veículo, com a construção de ciclovias nos municípios, especialmente no Recife.

Serviços:
New Bike
Av. Dantas Barreto, 840 - Recife - PE
Contato: 3034.7810

Impacto Bike
Av. Dantas Barreto, 798/800 – Bairro de Santo Antônio – Recife/PE
Telefone: (81) 3424.0015

Embed
Views:4873

Para comentar é necessário efetuar o login no fomulario abaixo.



 

Copyright. 2012. ESPECIAL LEIAJÁ. Todos os direitos reservados.